em ,

Criar um website: Fazer sozinha ou pedir ajuda profissional?

Esta dúvida assola muita gente que quer dar o próximo passo na sua marca pessoal. A primeira dica é que este passo não deve ser menosprezado.

Há quem ache que, por ter dado “uns toques” de programação na escola, é perfeitamente capaz de criar o seu próprio espaço na web. Há quem não queira arriscar e prefira contratar quem sabe de certeza.

Nesta questão, não há certo ou errado. Há, no máximo, um caminho mais certo dependendo do que procuramos. Vou referir uns tópicos a considerar para que, no fim deste artigo, tenhas uma lista de prós e contras que fale por ti.

 

Tipo de site: Pessoal ou de negócios?

Começa por definir o propósito do projeto: queres um blog pessoal, um website principal para o teu negócio, ou um website que seja um negócio?

Um website mais simples, como um blog pessoal, usa apenas informação pessoal, texto e imagens para captar visitas. O conteúdo é gerado por ti, ao teu gosto, e investes o tempo que queres nele. Por estes motivos, não requer um aspeto tão profissional como as outras opções.

Se queres um website principal para melhorar a imagem da tua marca, torná-la mais credível e apresentar uma mensagem clara do que representas, vais precisar de um design de maior qualidade.

Caso queiras criar um negócio do tipo loja online, então o investimento no profissionalismo torna-se mais óbvio ainda. Um website destes pede uma tecnologia mais sofisticada, com funcionalidades personalizadas, sendo por isso um processo mais demorado e de investimento a longo prazo.

 

Nível de conhecimentos: Básico ou Avançado?

Para criar um website profissional de raiz, precisas de fortes conhecimentos de arquitetura de sites, design e otimização de conteúdos, resolução de problemas, entre muitas outras funcionalidades. Se te sentes à vontade com tudo isto, o céu é o limite!

O comuns dos mortais não tem a mesma experiência, portanto refugia-se em Website Builders – ferramentas de uso fácil que constroem um site por ti. O facto de parecerem tão práticos à primeira vista significa que são limitados noutros pontos.

Um utilizador ávido da internet consegue perceber num instante se a tua plataforma foi feita por profissionais ou se usaste uma destas ferramentas.

Se o teu investimento é baixo, isso reflete-se no teu website.  Como responsável de uma marca ou negócio, tens de saber onde investir e, provavelmente, terás muitas mais com que te preocupar. Se decides apostar numa agência de criação de websites, os resultados ficam à vista e não tens de pensar mais no assunto.

Pensa assim: se tens uma loja, vais construir a tua própria montra ou pedir ajuda a um especialista? Podes saber martelar um prego, mas desconhecer as melhores opções de suporte, ou mesmo o que se espera de uma montra moderna. Não queres que alguém veja a tua montra e fuja na direção oposta – e um bom site é essencial para captar clientes.

O WordPress é um exemplo de uma ferramenta mais avançada do que um Website Builder normal, logo exige um nível maior de conhecimentos. Embora estejam disponíveis inúmeros templates e plugins, o dilema é o mesmo. És um fotógrafo por teres um telemóvel com uma boa câmara?

 

Orçamento: Baixo ou Alto?

Um erro habitual é pensar que existe um custo fixo para a criação de um website. Existem especificações a considerar como o tipo de site, o código, características, número de páginas e manutenção contínua.

Regra geral: há que gastar dinheiro para fazer dinheiro.

A longo prazo, a decisão de construíres um site sozinho pode causar problemas. Imagina que, ao fim de uns meses, o sítio não está a render o que querias, ou está desatualizado. Esperar até isso acontecer para procurar ajuda de profissionais não vai recuperar o tempo que perdeste.

Outro ponto que costuma ser esquecido é o tráfego. Não te vale de nada teres o melhor website do mundo se ninguém o conseguir encontrar.

Para enfrentares competição, os teus conteúdos têm de ser únicos e estar otimizados para o Google e redes sociais. São necessárias boas noções de copywriting, e tens isso a juntar à lista de tarefas na construção deste projeto.

 

Avalia as tuas opções

Se queres um website pessoal, tens conhecimentos avançados e um orçamento baixo, talvez ponderes criá-lo. Hoje em dia, qualquer um pode criar um espaço online básico e retirar alguma coisa dele. Deixo aqui uma sugestão para uma página de templates para explorares.

Se queres um website de negócios e queres investir, por mais conhecimentos que tenhas, podes preferir concentrar-te noutras tarefas e deixar outra pessoa preocupar-se com esta. Para esta opção, sugiro estes serviços de web design.

A escolha é tua!

Qual a sua opinião?

1000 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Floral Dream

7 dicas para limpar a casa