em

Youtubers a acompanhar

O Youtube é uma plataforma cada vez maior e diversificada, começando a tirar (um bocado) o lugar da televisão. As pessoas mais jovens começam a desligar-se cada vez mais do pequeno ecrã e a seguir o que os youtubers dizem e fazem. Se os jovens adoram-nos, os pais já não acham muita piada.

Se há mais de 10 anos os jovens eram influenciados e queriam seguir os actores de “Morangos com Açúcar”, esta geração prefere assistir e ser igual aos youtubers mais famosos (aliás, eles começam a abrilhantar cada vez mais eventos e a serem notícias nos órgãos de comunicação social regulares).

Pessoalmente, estou a gostar cada vez mais do YouTube, isto porque não encontro nada que me agrade na televisão. Pelo menos nada que me faça ansiar pelo programa seguinte. E no Youtube sou eu que escolho o que quero ver e não o que os directores de programas e os anunciantes querem que eu veja.

Mas ainda é preciso ter muito cuidado com aquilo que queremos ver nesta plataforma. Isto Pôr que há coisas que realmente não prestam e por isso não devemos gastar o nosso preciso tempo para ver aquilo que nos apresentam.

Eu quase nunca dou likes (que é algo que os youtubers adoram) mas até gosto de ver alguns. Ver apenas mas sei que não há ninguém perfeito e mesmo que houvesse essa pessoa perfeita não estaria no Youtube à minha espera. Aqui apenas encontramos conteúdos (alguns bem parvos) para passar o tempo. Isto porque a nossa educação não pode ser adquirida por aqui.

Bem, vou deixar aqui três nomes que estão na minha playlist. Estes são apenas alguns dos meus gostos pessoais.

1° – Rúben Branco: No canal do humorista ele fala sobre os mais variados temas (que vão desde o wrestling até aos jogos), que são abordados em vídeos muito curtos e repletos de humor.

2° – Smarkdown: Este canal apresenta vários conteúdos relacionados com o wrestling. Aqui tanto podemos encontrar vídeos de curta duração (“smallpackge”) tanto como a grande “pérola” do canal, que é o “Battle Royal”, que vai ao ar todas as segundas-feiras à noite.

3° – Felipe Neto: O youtuber brasileiro tem cerca de 20 milhões de subscritores (até ao momento). O conteúdo criado é especialmente para crianças mas os adultos também podem gostar, especialmente dos reacts que faz.

Estes são três dos nomes que fazem parte da longa playlist do meu irmão (e à qual tenho acesso). Vejam se gostam e, já agora, sigam mas não passem o tempo todo agarrados ao Youtube que isso também faz mal à cabeça. Saiam, vivam e sejam felizes!

Qual a sua opinião?

1000 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Lima: o rio e a ponte

Looks para trabalhar na primavera